terça-feira, 12 de dezembro de 2017

State on mind

Any love she had for me is gone... how the fuck do I let go or move on or I would be happy to just stop dreaming about her.. un necessary pain

Tinha prometido a mim mesma que me ia desligar disto um bocado agora, estar quietinha no meu canto. Mas infelizmente isso não é possível, principalmente tendo tempos "mortos" no trabalho, ainda pro cima com acesso à Internet, é inevitável a minha cabeça viajar imediatamente para a infertilidade. 

Hoje pesquisei muito, e acho que o meu problema é mesmo este - uma fase lútea curta e deficiente. Estou devastada. Não com o problema, que aparentemente tem fácil resolução, mas porque a resolução que é a suplementação com progesterona apenas resultou uma, das 4 transferência que já fiz. Na verdade pode ser um problema bastante complexo, mas normalmente a solução é fácil e ultrapassável. Basicamente a conclusão que eu chego é que é possível engravidar (aliás já aconteceu comigo), mas é muito mais difícil. Imagine-se agora quem tenta naturalmente, em um ano tem 12 ciclos de tentativas, tem 12 hipóteses, eu só me restam 4 embriões para tentar a sorte. Ora... vai ser muito difícil. Já não vejo necessidade em fazer a histeroscopia, muito provavelmente não tenho nenhum problema no útero. Vou fazê-la na mesma por descargo de consciência, mas não é por aí. Só mesmo um milagre ou uma sorte do caraças para isto acabar bem.  

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Next Step - Histeroscopia

Hoje lá fui fazer a análise que deu por concluído este infernal ciclo.

E também lá tive que dar conhecimento à Dra. C. Custou-me muito mais isso do que fazer o beta. Enfim... pelo menos desta vez fui eu a falar com ela não me deu as mariquices de não conseguir falar com o médico e por o meu marido a fazê-lo. Isto de ganharmos prática nesta desgraças acaba por ter as suas vantagens. Isso e o facto de não estar com ele, logo não ter hipótese de fugir. Sou muito mais corajosa do que algum dia imaginei. E estou cada vez mais fria... mas isso agora não interessa nada. 

Basicamente o exame não era "preciso" ser feito. Mas como há o historial do aborto, das perdas de sangue, pode haver para lá algum vestígio do fatídico incidente. Pode esse vestígio estar a causar alguma infecção/inflamação que não dá nenhum sintoma. Também pode simplesmente não ter sido o embrião certo, isto nas palavras da Dra. Eu prefiro fazer esse exame antes de mais uma desilusão, fui eu que o sugeri. Pelo menos não penso mais nele... Não sou uma maníaca dos exames, quantos menos fizer melhor, e tento viver todo este processo com a maior ligeireza possível. Não terei prazer nenhum em me submeter a uma anestesia geral (sedação que fica mais bonito) e a pagar uma nota preta pelo exame, que certamente custará, mas para mim faz algum sentido fazer esse exame. Já fazia antes de ter engravidado até. Eu já fiz uma histeroscopia em 2016 antes de iniciar os tratamentos. Faz parte do protocolo inicial na Clínica do Professor Alberto Barro. Estava tudo bem. Mas já tanto se passou depois disso... A Dra. C. diz que vai estar tudo bem... o meu endometrio tem um crescimento perfeitamente normal, mas nunca se sabe. 

Assim sendo, este ciclo não servirá para nada, irá decorrer na paz do senhor, sem pílula sem nada, só com os nervos que as perdas de sangue me irão causar certamente. Acho que a Dra. não quis fazer o exame já neste ciclo por causa das festas, ou eu lhe dei a entender que a logística nos próximos dias não seria fácil. Basicamente o que não é fácil sou eu que preciso de me recompor da última semana que foi terrível. O exame tem que ser feito com o endometrio pequenino. No ciclo que se iniciará no inicio do ano, começo a pílula e por volta do 9º dia faço o exame. Estando tudo bem, paro a pílula e começamos a preparar a próxima transferência. E qual é a minha vontade de fazer tudo isto? Basicamente igual a zero.

A Dra.C. diz ter a certeza que irá correr bem. (Deve dizer a todas não é verdade? Também é um bocado o papel dela, além de ginecologista, psicóloga.) Eu já tenho muitas dúvidas que irá correr bem. Mas como o meu marido diz, a nossa situação não é das melhores, para 90% das pessoas o que passámos é motivo para achar o "fim do mundo", mas cabe-nos a nós fazer parte dos 10% que resiste e é feliz apesar de todas as contrariedades da vida. Hoje eu escolhi ser feliz. Embora ache toda a minha situação ridícula. Ache ridículo persistir nisto (meu Deus será a 4ª tranferênica!!!), para já não tenho alternativa senão persistir. 

domingo, 10 de dezembro de 2017

TEC 3 - negativo

Muito obrigada a todas que me apoiaram estes dias. A sério... ajudam a passar por estas tortuosidade todas.

O destino resolveu pregar-me uma partida e o corrimento ontem à tarde parou. Neste momento não tenho qualquer corrimento. Tinha dito que não iria fazer nenhum teste de farmácia, mas este novo dado causou-me alguma ansiedade e precisava de voltar a sentir-me calma. Assim sendo acabo de fazer um teste de farmácia com o óbvio resultado de negativo. 

Amanhã vou fazer o beta para cumprir protocolo. Ainda estou para ver quando virá o Red Devil... estes corrimento não podem ter sido ele. Foi só uma transferência negativa. A progestetona sempre prolongou a fase lutea. Isso é bom... quem sabe o próximo embrião implanta. Hoje pela primeira vez falamos em adotar uma criança. Não sei se o iremos fazer... mas talvez me deva informar sobre o assunto. 

Mais uma vez obrigada por estarem “desse lado”.

sábado, 9 de dezembro de 2017

TEC 3 - dia 8 e 9

Por cá continuamos na mesma - há espera do sangue vermelho vivo. Está determinado em levar-me à loucura. Mas não vai ganhar a melhor. Sabem porquê? Porque quero lá saber quando ele virá. Eu sei que vem  mais tarde ou mais cedo. O D7 e o D8 foram praticamente iguais a nível de corrimento acastanhado. Sempre presente quando vou à casa de banho, mancha de castanho um penso diário (1 dá para o dia inteiro). Perdão pela descrição, mas acredito que esta descrição me será útil nas próximas transferências. Decidi não fazer o beta hoje porque não ganhava nada com isso. Provavelmente só teria o resultado na segunda, logo era igual. Também não vou fazer nenhum teste de farmácia antes. Não tenho necessidade de passar por dois negativos. O email do laboratório será suficiente. (Vocês sabem... por muito que saibamos o resultado, custa sempre. É a constatação da dura realidade.)

Cá em casa já estamos os dois conformados com este desfecho. Pela primeira vez vi o meu marido triste com este desfecho. Assim como eu, está cansado de tudo isto. Já reflecti muito sobre a vida... É só uma TEC negativa, já passei por uma perda muito mais complicada. Mas ainda me afecta muito este insucesso todo. Cada vez é mais difícil percorrer o caminho da infertilidade. Já não há emoção positiva no processo. Aquela adrenalina boa. Só fica o cansaço e a desilusão. Leva-me a pensar qual o sentido de tudo isto... E também que o meu marido não tem necessidade nenhuma de passar por tudo isto. Depende de mim libertá-lo destas frustrações todas e todas que estão para vir. Ele zanga-se comigo quando lhe digo estas coisas. Diz que eu não percebo nada... 

Este tratamento foi apenas e só uma transferência negativa. Mas pela segunda vez desde que tudo começou, senti que isto não vai acabar bem. Cada vez tenho menos esperança que um dia vou ter um filho. Só de pensar que ainda tenho 4  embriões, o que antes era a minha esperança, agora vejo-os como um caminho difícil que terei que percorrer para encerrar esta história. A minha FairyTale que não terá um Happy End

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

TEC 3 - dia 7

Este blogue já me valeu imensas vezes para "consultar" acontecimentos e datas relativas aos tratamentos anteriores. É o que dá já somar 5 tratamentos (falhados). 

Assim sendo tenho que atualizar o meu estado do D6 para o D7. Ontem de tarde tive a tarde toda o papel manchado de rosa clarinho. (Tal como quando estive grávida aconteceu... foi muito melancólico recordar). Há noite passaram de rosa a acastanhadas. Hoje de manhã além de acastanhadas aumentaram de quantidade. Assim sendo encontro-me serenamente à espera que a menstruação se anuncia efetivamente com sangue vivo ainda durante o dia de hoje. Como amanhã é feriado só poderei ir fazer o beta no sábado e só terei o resultado na segunda. Como é sábado penso que não conseguirão o resultado no próprio dia (tal como aconteceu na TEC 1). Se contar que a ovulação foi no dia seguinte ao ovitrelle, no primeiro dia de progesterona, ou seja dia 26, hoje cumpre-se o 11º da ovulação. Um fase lútea curtíssima. Mas enfim... é o que é.

A fórmula mágica que resultou na TEC 2 falhou desta vez. Não há fórmulas mágicas. No entanto se funcionou uma vez pode voltar a funcionar. Perdi mais uma batalha, mas (ainda) não perdi a guerra. 2018 será "O" ano. Para o bem ou para o mal. Logo veremos. 

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

TEC 3 - dia 6

Ainda o dia vai a meio, mas parece-me que já posso dar por encerrado este ciclo.

Ontem não tive qualquer perda, além da da manhã. Hoje o início da manhã correu bem mas perto da hora de almoço lá voltou a sair corriemnto rosa claro. Está mais que visto que isto já era. Isso é um Clearblue digital que fiz agora na hora de almoço com o resultado “não grávida”. 

Agora é esperar que o Red se anuncie amanhã, ou depois é encerrar de vez este capitulo. Antes assim que um aborto. Pelo menos os próximos dias terei mais serenidade. Nunca nos habituámos a estas desilusões. 

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

TEC 3 - dia 4 e 5

Ainda vamos no início do dia 5, mas não creio que aconteça nada de novo durante o dia de hoje, por isso deixo-vos com o update do estado das coisas aqui por este lado porque sei que se preocupam e torcem por mim, por nós. E agradeço-vos imenso por isso... nem imaginam o quanto é confortante uma palavra de apoio quando estamos mais debilitados. 

No domingo apenas tive o papel manchado duas das inúmeras vezes que fui à casa de banho. Ontem apenas uma vez... e muito discreto. Hoje de manhã voltou a sair. Já mais expressivo como no domingo. Prevejo que hoje ao longo do dia continue a sair um pouco. Se até hoje até não em parecia um spottting da fase lútea, hoje já me parece. Volto a ficar pasmada como tenho estes spottings mesmo estando a tomar progesterona intramuscular. Bem sei que a implantação pode durar até 3 dias. Mas não será isso. Na próxima consulta vou sugerir à Dra. Catarina fazer uma histeroscopia no ciclo que se iniciará. Eu já sabia que era mais que provável que este ciclo não corresse bem. Enfim... e é isto a vida de uma "ave rara".