quarta-feira, 18 de abril de 2018

Tec 5 - dia 1

E quando achava que isto seria sempre igual, eis que desta vez temos uma novidade: febre. Desde manhã que me senti fraca, com tosse, com arredios de frio. Claro que agora confirmei que já vai nos 38.ºC. De manhã ainda tive direito a uma espécie de piripaque em que estava a ver que ia desmaiar... nunca senti nada igual. 

Quanto a piripaques não mais senti nada, e a única coisa que tenho é tosse e a tal febre. A Dra. C. moudou tomar bem u ron e ver... pode não ser nada bacteriano. Hoje há tarde vou ficar em casa a descansar (grrrrr!!) e espero amanhã não ter febre. Confesso que com esta não estava nada à contar... pobre embrião... este então está definitivamente condenado ao fracasso já no D1.

14 comentários:

  1. Calma já vi meninas q após fiv tiveram febre e foi bom sinal. Conseguiram o positivo. Por aqui nada de sintoma d6 já. =(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem sintomas também é bom :)

      Nada de desanimar!!!

      Eliminar
    2. Torço muito por ti. E pense por este lado. Cenário novo, coisas novas. Pode ser que tudo esteja caminhando pra que seja desta vez. <3

      Eliminar
  2. Eu quando fiz a TEC que resultou na gravidez estava com o sistema imunitário em baixo, tinha tido uma constipação e estava cheia de tosse.
    Pode não ser nada mau o teu sistema imunitário estar com as defesas em baixo, de forma a que o embrião possa implantar sem ser agredido!
    Boa sorte e as melhoras :)

    ResponderEliminar
  3. Um beijinho. Só as guerreiras aguentam este tipo de provações... nada está perdido.

    ResponderEliminar
  4. Estou a torcer muito muito por ti!!!

    Nos conseguimos biopsar e criopreservar 8 embriões..agora é roer as unhas todas até virem os resultados

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso foi uma ótima colheita!!! Está ganho Bea :)

      Eliminar
  5. Espero que hoje já te sintas melhor. Um beijinho

    ResponderEliminar
  6. Olá!

    Conheci este blog quando me deparei com a infertilidade.
    Demoramos 2 anos a engravidar. Foi muito doloroso, chorei muito, já imaginava o nossos futuro sem filhos e todos aqueles dramas que criamos na nossa cabeça.

    Fizemos a Icsi que nos "deu" o nosso príncipe com o Dr Cristiano (AB). Se serve para te aliviar digo-te que depois de conseguirmos engravidar esquecemos ou relevamos, pelo menos, todas as dificuldades pelas quais passamos.

    Lembro-me perfeitamente do desespero que eu estava no D9. Queria fazer o teste de gravidez porque achava que não estava grávida. Tinha a certeza, aliás. Chorei tanto tanto e pedi ao meu marido para me comprar um clear blue. Estive acordada desde as 4h da manhã até ele ir trabalhar para ganhar coragem e fazer o teste. Tinha tanto mas tanto medo do que ir "ler". E contra TUDO o que eu esperava naquele momento o resultado foi "Grávida". Parecia-me irreal aquilo tudo.

    Com isto quero pedir-te que não desistas. A luta é grande, a esperança não existe muitas vezes mas as chances estão lá na mesma.

    Vou continuar a vir a este cantinho ler notícias tuas e a torcer pelo mesmo resultado que eu tive.

    Embora não nos conheçamos, partilhamos uma dor comum. E acredito que partilharemos também o sabor da vitória :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelas palavras :)

      O meu problema é que esta luta já vai muita longa. Não se trata de uma transferência, ou duas... já são 6 no total! E não iremos ficar por aqui... começa a ser uma luta inglória... Às vezes temos que aceitar o destino.

      Beijinho

      Eliminar
  7. Sim, eu entendo perfeitamente essa descrença após essas tentativas todas, mas isso não invalida que haja sucesso neste ou num próximo tratamento :) Eu estava muito muito descrente e aconteceu.

    Uma coisa que me ajudou imenso a controlar a parte emocional foi fazer acupuntura. Relaxava-me, não sei se pelo efeito psicológico ou real ;) Não fica nada barato mas acredito muito que tenha influenciado ao organismo estar mais equilibrado ( ao contrário da opinião dos meus médicos que diziam que não acrescentava nada, mas eu sentia-me mais segura assim).

    Se me permites a questão, deixaste de ser seguida na AB por algum motivo de desagrado?

    Esqueci-me de agradecer na 1ª mensagem por esta tua partilha. Há tanta gente que passa por isto em silência ( como eu e o meu marido) e encontrar estas partilhas ainda que no Online, ajuda muito muito muito. Afinal são tantos no mesmo barco e sem sabermos.

    Um beijinho




    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na minha vida real ninguém sabe nada disto... nem a minha mãe! Só o meu patrão e porque tem que ser. Até à data temos conseguido controlar, de futuro não sei. É uma luta apenas minha e do meu marido... daí precisar deste escape virtual e ter esta espécie de diário. Não saberia lidar com a “pena” das pessoas...

      Só posso dizer bem da clínica AB. Só não continuamos lá porque o plano deles para nós não era a ovodoação. Era um novo dgpi... e nós quisemos optimizar o processo. Estava visto que as ICSI com dgpi eram tratamentos muito penosos, muito desgastante física e acima de tudo psicologicamente... mas percebemos que não era a ovodoação que o Dr. T. queria para nós... e assim sendo não fazia sentido. Ironia das ironias a ovodoação de nada nos valeu... quer dizer valeu sim. Se continuássemos a fazer estimulações atrás de estimulações ainda não teríamos descoberto as condicionantes que eu eu tenho (como a janela de implantação e o útero hostil). Talvez chegássemos lá, mas demoraria muito mais... mas muitas vezes passo naquela clínica e sinto muita nostalgia. Gostei muito de tudo e de todos.

      Beijinho

      Eliminar
  8. Eu e o meu marido não contamos a ninguém, também. Só sei eu, ele e os profissionais da Ab. E às vezes fico a pensar se fiz bem em não partilhar com a minha mãe. Ela é a minha melhor amiga. Para além do meu filho é a pessoa que mais amo no mundo. Mas eu penso: Para quê fazê-la sofrer ao imaginar que tivemos de passar por esse processo, se ela está tão contente ao achar que o nosso problema se resolveu com umas simples injecções que o meu marido tomou? ( foi o que arranjei como desculpa para lhe explicar as minhas (várias!!!!) idas à AB.

    Eu também adorei TUDO na Ab, daí ter questionado sobre o motivo... tenho-lhes uma gratidão gigante pela ajuda que nos deram e sobretudo por terem uma postura connosco que ajuda a que não nos sintamos tão fora da normalidade, como muitas vezes nos passa pela cabeça. São excelentes em tudo, como seres humanos e profissionais. Tenho, por eles, um enorme carinho.
    Mas tb ouço falar maravilhas da Ivi.

    Pensa que, sabendo melhor o porquê de não ter resultado até agora, poderão estar mais próximos do que nunca da concretização do vosso sonho.

    Eu fico a torcer por ótimas notícias :)

    ResponderEliminar